Vinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.x
Viagem com Sabor - Viagens e Turismo - Consulte os preços de aéreos
Intercâmbio - diversos destinos - a melhor escola - consulte-nos
Cursos de inglês no Canadá, EUA, Inglaterra, Malta - consulte-nos

Cruzes e Fogos de maio em Los Realejos na ilha de Tenerife

 
 

 

 

fuegos de mayo-Foto Domi J padillaAcontece todos os 03 de maio, quando o município de Los Realejos, em Tenerife, cumpre com uma tradição que remonta a 1770. Protagonistas, duas ruas, a Calle (rua) de El Medio e a Calle del Sol, ambos rivais e condenadas a entender-se, ainda que houve um tempo, há que o dizer. Em que "El pique" existente entre ambas poderia levar a um verdadeiro conflito.

Este "PIQUE" - um termo cunhado pelos realejanos ou rivalidade se deve à diferença entre as classes sociais das duas ruas. Enquanto que as terras dos proprietários de terra entendiam pela rua de El Medio ou dos Marqueses, os meeiros e os pequenos agricultores ocupavam a rua de El Sol. Mas contam as crônicas que, após a emigração para a Venezuela ocorrida anos atrás, esses contrastes econômicos chegaram a desaparecer.

No entanto, seguindo a tradição, Los Realejos continua a celebrando esta festa nos primeiros dias de Maio, onde se exalta a Cruz que levam em procissão e para isso recriam o mesmo esplendor que fizeram seus antepassados. Consistia em que ambas as ruas ascendiam fogueiras, atirando foguetes e provocavam labaredas que se içavam ao céu. Os que mais ruído produziam e mais coloridos fogos de artifício exibiam eram os vencedores. Mais tarde, essas pirotecnias festivas se converteram em autenticas batalhas campais e os fogos cruzavam o céu em ambas as direções buscando a rua inimiga.Cruz Calle El Sol-Foto Isidro Felipe Acosta

Vistas assim as coisas podem parecer que esta é apenas uma festa de fogos e pirotecnia, mas não é assim porque no fundo, há uma fé arraigada e transmitida de geração em geração que vivem com grande intensidade crianças, jovens e velhos. Basta participar desta festa única e prostrar-se em um dos terraços de qualquer casa para ver o espetáculo.

Mas antes todo mundo se há preparado: as casas abertas e terraços prontos, repletas de mesinhas e balcões onde se servem todo o tipo de bebidas e pratos típicos. Todos estão convidados. A Cruz, com suas melhores roupas disposta a participar na procissão. O povo inteiro na rua. E a Calle de El Medio e a Calle de El Sol esperando sua vez para que a Cruz as honre com sua passagem. Tudo está disposto. A banda de cornetas precede o passo enquanto uma marcha é tocada pela banda municipal realejana. Os carregadores carregam com a madeira e a música guia os passos enquanto centenas de pessoas a seguem entre a alegria e o fervor. Vão pela Calle de El Medio e não se detêm até e o limite da rua rival onde cessa a procissão. É então quando começam os fogos lançados desde diferentes pontos da rua em uma tentativa desesperada de que seu espetáculo vá superar o da outra, a Calle de El Sol. Uma hora ininterrupta de alegria, de diversão, de arengas aos fogos. Algumas crianças, parados nos terraços tapam os ouvidos com o barulho, mas olham abobados porque eles sabem que nada acontece, porque eles vêem em seus pais o entusiasmo da festa, porque sentem que compartilhar é amor e assim o transmitem aos forasteiros.Cruz Calle El Medio-Foto Isidro Felipe Acosta

E agora toca o seguinte espetáculo. Volta a elevar-se a Cruz, uma vez que se entrega aos filhos da Rua de El Sol e começa o cortejo. Alguns, ao deixar o madeiro, choram de emoção. Uma vez mais, as cornetas, a música e o fervor popular até chegar ao seu destino. E de novo voltam os fogos em franca competição. Mais cores, mais formas, mais ilusão, mais gritos e muita imaginação. Todos bebem e comem, se abraçam, cantam e transbordam de alegria, enquanto o cheiro de pólvora e fumaça envolve tudo.

Há que destacar o profissionalismo dos pirotécnicos na instalação de todo o processo. Nada é deixado ao acaso, tudo é calculado, e tudo é mantido intacto desde horas antes sem que ninguém ouse perturbar a ordem. O respeito dos habitantes de Los Realejos com sua festa é unânime e exemplar. Ninguém toca nada, ninguém leva nada, embora tudo é aberto.Cruces La Cruz Santa-Foto Isidro Felipe Acosta

Também existem nessa festa outros elementos essenciais para compreender o significado desta celebração como são as "coroas de flor" das cruzes ou capelas que são instaladas em casas particulares. Caminhar pelas ruas nesta festa é ir parando a cada passo para ver a profusão de flores que adornam às cruzes. Centenas, milhares de flores, quase sempre brancas, adornam o altar até torná-lo em um maciço escalonado por onde passam os olhares ávidos e o olfato se impregna das mais refinadas fragrâncias.

Cada família se esmera para arrumar seus santuários e os mostram orgulhosos para os seus amigos e vizinhos e qualquer um que se aproxima. Alguns tomam uma bebida doce e uma rosquinha para sua degustação e assim se estabelece um diálogo amável e cada qual vai contando anedotas, como por exemplo, que algum familiar: um filho, inclusive o marido ou a esposa pertence à outra rua e decoram a sua cruz na outra rua. Mas há um acordo tácito de sigilo enquanto se celebra a festa para calar o que cada um carrega entre as mãos. Como existe um real segredo de não dizer nunca o custo do altar e a ornamentação. Se sentem orgulhosos de que é o povo que paga a festa. Aqui as instituições permanecem fora da mesma. Tampouco contam o que coletam. Dizem que muito, mas calam, enquanto sorriem.fuegos mayo-Foto Startecnia Canarias

Pouco a pouco vamos nos introduzindo nesta filosofia de vida e, pouco a pouco vamos nos contagiando-nos.

Há, é claro, duas capelas protagonistas, um se encontra na Calle El Sol e a outra na Calle de El Medio acima. Também a de Cruz Santa, a que maior emoção desperta por seu precioso espetáculo artesanal. Estas três capelas são monumentais e desenvolvem gosto e harmonia em abundância.

As ruas também se enfeitam para o efeito pendurando estandartes em janelas e varandas, ou bandeiras alusivas de um a outro lado.

Esta tradição realejera é uma das mais importantes de Espanha e da Europa. Cada rua tem seus próprios fogos de artifício. Em 2009 obteve o Título de Festa de Interesse Turístico das Canárias. E em março deste ano, em 2015, conseguiu ser declarada Festa de Interesse Turístico Nacional referendada no Diário Oficial de 10 de abril.

Los Realejos oferecem muitas outras atrações. Suas praias e penhascos, a sua localização no Vale da Orotava, o vulcão Teide que preside sua vida. A sua gastronomia, essas batatas enrugadas e seu povo, amável e cordial. Hospitaleiro e generoso. Tudo isso faz você querer voltar.

CONCHA PELAYO - Escritora e Crítica de Arte

Membro de AECA (Associação Espanhola de Criticos de Arte) e FEPET  (Federação Espanhola de Imprensa Especializada em Turismo)

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

VIAGEM AO REDOR DO MUNDO VIAGEM AO REDOR DO MUNDO
Argentina - A poucas horas de casa   Santa Catarina - Feita para o turismo

El Calafate a El Chalten7

 

Beto Carrero 4

A Argentina oferece a poucas horas de casa, roteiros de aventura, neve, paisagens deslumbrantes, arquitetura européia, cultura, espetáculos, tango, gastronomia com seus alfajores, entrecotes, cordeiros patagônicos acompanhados de seus deliciosos vinhos e muito mais para tornar uma viagem com sabor de quero mais...

 

 

Em Santa Catarina encontramos praias com águas cor esmeralda, de areias brancas, contrastando com a mata verde exuberante, cultura alemã com suas animadas festas de outubro, um parque temático que anima crianças e adultos, serras e canyons só encontrados em suas terras e uma gastronomia que junto de sua cerveja e vinhos completa o sabor e a alegria da viagem.

 

 VIAGEM AO REDOR DO MUNDO    VIAJAR
Portugal - Vinho, cultura e lindos lugares   Águas Cristalinas - Lugares de Encanto
780   Viagem com Sabor Moorea-Polinsia Francesa
A rota do Vinho do Porto com suas vinhas em escadarias nas encostas dos montes, formam um espetáculo para admirar e depois para degustar a excelentes pratos da gastronomia acompanhados de vinhos com muita história. Veja também Pousadas de Portugal com suas excelentes opções em hospedagem.  

 Nem sempre podemos viajar fisicamente, mas nada nos impede de fazê-lo com a imaginação a lugares incríveis do mundo em que não poderíamos estar de outro modo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS     -                EVENTOS
  SABOR     -     VINHOS     -     RECEITAS

1DowOS 10 MELHORES VINHOS DO TOP 100 DA WINE SPECTATOR  2014

 

fuegos mayo-Foto Startecnia CanariasfCruzes e fogos de maio em Los Realejos - I.de Tenerife/Canarias.

enoturismo2015f CHAMPAGNE, FRANÇA - IWINETC 2015 CONFERÊNCIA MUNDIAL DE ENOTURISMO  

 

 

Federer Lindsey Lindt JungfrauFEDERER INAUGURA LOJA LINDT EM JUNGFRAUJOCH

 

 

 "UMA JORNADA DE 1.000 KM

  COMEÇA COM UM ÚNICO PASSO" 

 

D.O.M-Sao-Paulo-Brazil

P1000827a  decanter
TAKAJI Fondue q  Pao caseiro2f 
lambrusco0 geleia de pimenta VS  Macarrob
MdmFamiglia-Bianchi-Reserva-Malbec-2012b Mdmf  Vinho4
 

 

      

Publicidade

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 


Viagem com Sabor indica

 

O MELHOR DE:

 

 

 

Porto Belo - SC

 

Panela de Barro

 



 

Itu - SP

 

 

Caipira

 

Rua Sorocaba, 414 - Centro - Itu / SP

Fone: (11) 4023-0247

 



 

Itu - SP 

BabboG1BabboG7

BabboG4BabboDelBabboFone

 

Endereço: Rua Dr. José Elias, 121

Centro - Itu - SP 

 

 

 

 

 

 



 

Newsletter de Viagem com Sabor

parceiros Vision ViajesTurismo Likeatourist giganet1 Norte Turistico ABLturismo Teleaire Gianpaolobonomi Euromundo

 

 

 

 

 

             

 

               

 

 

             

 

     

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Google+