Buenos Aires - Sabores e momentos

Share Viagemcomsabor: Async load

 
 

a4Quando ouço falar de Buenos Aires logo me vem à mente os sabores de sua extraordinária tradição culinária: uma mistura de tradição espanhola, carnes, massas, vinhos deliciosos e sorvete italiano. Dos sabores e momentos desfrutados  com suas media-lunas ou como pedem os argentinos faturas (croissants), ou as deliciosas tostadas de pan de miga, finíssimas e quando acompanhadas de jamon y queso derretido ficam ainda melhores. Momentos como Cena, Tango Show, ou em algum dos restaurantes de Puerto Madero, degustando um yugoso bife de chorizo ou entrecot com as fresquíssimas e tenras saladas de folhas só encontradas em Buenos Aires. E as massas então, preparadas com esmero artesanal com um dos melhores trigos do mundo. E sempre acompanhados com um dos ótimos vinhos argentinos. Finalizando com um dos deliciosos doces da excelente pasticeria ou dos também excelentes helados argentinos. Momentos deliciosamente inesquecíveis.

E Buenos Aires é muito mais, é cosmopolita, cultura, tradição, é vida e simbolo, a habilidade das pessoas, a lábia para seduzir... ou enganar. Tem muito para conhecer e saborear como descrevo a seguir.

Buenos Aires alguns a tem chamado a Paris da América do Sul. Charmosa e elegante tem crescido sempre em torno do Rio de La Plata e se caracteriza por ter uma grande variedade de atrativos turísticos distribuídos em diferentes bairros.

Uma boa maneira de conhecê-la é começar seu trajeto pelo coração histórico de Buenos. Tendo um itinerário com os lugares imperdíveis para visitar.

Comece pelo Obelisco na Avenida 9 de Julho, é sem duvida o símbolo da cidade e lugar de encontro de portenhos, tanto para festejos esportivos como para manifestações políticas.Buenos-Aires

O mesmo forma parte hoje do clássico postal de Buenos Aires, porem quando foi inaugurado em 1936 foi muito combatido por vários setores da sociedade e até propuseram um projeto para demoli-lo.

Esta obra do arquiteto Alberto Prebisch marca o centenário da primeira fundação de Buenos Aires e está localizado onde foi hasteada a primeira vez a bandeira nacional.

Encontra-se na interseção das avenidas Corrientes e 9 de Julho. Está última é muito conhecida por ser a avenida mais larga do mundo, com mais de 140 metros de uma calçada a outra. E a Avenida Corrientes é conhecida como ¨a Rua que nunca dorme¨ com suas fachadas iluminadas, teatros, museus, lojas, livrarias e pizzarias que permanecem abertas até altas horas da madrugada. Dica:  aproveite para provar um pedaço de pizza em uma das pizzarias da Av. Corrientes. A Las Cuartetas, Los Inmortales e Güerrin são consideradas entre as melhores de Buenos Aires.a5

Outra rua próxima que vale a pena conhecer é a famosa Calle Florida, com suas lojas de malha ¨Cashemir¨, roupas de couro e sempre animada por artistas populares com suas performances de estátua, outros que cantam e dançam o Tango, não fique sem conhecer a linda Galerias Pacifico onde poderá degustar um delicioso ¨helado¨ na Freddo ou um alfajor Havana. Se você está de compras siga para o outro lado da Calle Florida e conheça as duas lojas da Falabella a primeira é coisas para casa e mais uma quadra roupas e cuidados pessoais.G-Pacifico

A poucas quadras da Avenida Corrientes se encontra a Plaza de Mayo, a mais antiga de Buenos Aires e palco de muitos dos acontecimentos políticos mais importantes da história argentina.Plaza de Mayo

Seu nome se deve a Revolução de Maio de 1810, que teve lugar nesta praça. Também foi onde se celebrou a segunda fundação da cidade e em torno dela foi crescendo a outrora aldeia.

Ao redor da Plaza de Mayo se encontram vários edifícios históricos como o Cabildo, a Catedral Metropolitana, a Casa Rosada, o Palácio de Governo da Cidade e ministérios e bancos.

O Cabildo ocupa o mesmo lugar de 1580, seu edifício sofreu diversas modificações ao longo do tempo  pelo que vale a pena visitar o que foi o edifício da administração colonial.

No centro a praça se encontra a Pirâmide de Mayo, construída em 1811 para celebrar o centenário da Revolução. A partir de 1977 o lugar se converteu no ponto de reunião das Mães da Plaza de Mayo, para reclamar por seus filhos desaparecidos durante o governo militar.

Com tempo disponível conheça também na Avenida de Mayo o Palácio Barolo, outrora edifício mais alto da cidade e da América do Sul, igual seu irmão gêmeo em estilo eclético, o Palácio Salvo, construído também por Mario Palanti, em Montevidéu, A particularidade do Palácio Barolo consiste nas analogias e referencias a ¨ Divina Comédia¨, motivadas pela admiração que seu criador teria por Dante Alighieri.

Ainda na Avenida de Mayo, não deixe de conhecer o Café Tortoni, o mais antigo da cidade, foi fundado em 1858. Entrar no café é entrar a uma parte da cultura e das tradições dos portenhos. Conserva muitos móveis e a decoração original, onde se desta a barra, a caixa registradora, a máquina de café, os tetos e as lâmpadas. Por suas mesas passaram intelectuais e artistas mais destacados da história argentina, como Carlos Gardel e Jorge Luis Borges entre tantos outros.manzana

A poucos metros da Plaza de Mayo se encontra a Manzana de las Luces, um dos principais complexos históricos da cidade. Alberga várias das construções mais antigas da cidade, como a Iglesia de San Ignacio, obra dos jesuítas e a maior antiguidade que se conserva em pé, o Colégio Nacional Buenos Aires, antes chamado Colégio de San Ignacio, um dos mais prestigiosos da cidade. Informe-se em La Manzana de las Luces, sobre tour para conhecer os túneis do século XVII, construídos por debaixo dos edifícios históricos durante a época colonial. Eles eram utilizados para o contrabando e a defesa da cidade.f-san-telmo1

A seguir, siga pelas calles, Peru, Bolívar o Defensa até San Telmo.

San Telmo é um dos bairros mais antigos e tradicionais e forma parte do Casco Histórico e conserva grande parte de seu patrimônio arquitetônico. Suas antigas casas, ruas empedradas e sinuosas, bares, restaurantes, tanguerias e antiquários que lhe dão um encanto único.

A Plaza Dorrego, no coração do bairro, é a mais antiga depois da Plaza de Mayo e aos domingos é palco da Feira de antiguidades ao ar livre mais importante da cidade. Em San Telmo visitar também o Mercado de San Telmo, aberto em 1897, onde são vendidos antiguidades e objetos tradicionais regionais, o Paseo de La Historieta, um lugar para render homenagem aos personagens de quadrinhos argentinos, onde um dos mais fotografados é a estatua de Mafalda. Se possível reserve parte do domingo para ir conhecer San Telmo e é quando se realiza a Feira de San Telmo, ao longo da calle Defensa.Caminito

A seguir o Bairro La Boca, com sua calle Caminito conhecida por suas casas pintadas de muitas cores vivas e seus restaurantes onde se pode desfrutar de shows de tango ao vivo. E para quem aprecia futebol o Estádio La Bombonera, do Boca Juniors, tem um museu e oferece visitas guiadas.

Seguimos para o Bairro da Recoleta, com seu estilo francês, uma grande quantidade de confeitarias e restaurantes e o famoso e turístico Cemitério da Recoleta onde muitos procuram pelo túmulo de Evita.Tulipa1

E ainda haverá muito que não se deve ir sem conhecer e desfrutar: a cerveja no Delta do Paraná, em Tigre, encontrar os clubes da moda em Palermo. Apostar no Hipódromo de San Isidro. Vá ao Teatro Colón ou a um dos muitos concertos e performances de teatro que todos os dias empapelam as ruas da cidade, A um dos excelentes ¨Cena, Tango Show¨(Jantar e após espetáculo de tango). A Costaneira para ver o horizonte no largo rio de La Plata e não deixe de conhecer o bairro de Abasto, Puerto Madero, entre tantas outras atrações, que marcam sua viagem pela beleza, sua arquitetura, sua gente, cultura e sabores.

Boa viagem, com muito sabor.cordero

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

Newsletter de Viagem com Sabor

parceiros Vision ViajesTurismo Likeatourist giganet1 Norte Turistico ABLturismo Teleaire Gianpaolobonomi Euromundo

 

 

 

 

 

             

 

               

 

 

             

 

     

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Google+