Praga

 Foto 3

Cidade das Cidades, Praga, não recebeu este titulo por acaso e nem em vão, seu centro histórico foi declarado Patrimonio da Humanidade em 1992. Capital da Republica Checa fica as margens do rio Moldava e é a cidade mais populosa do país. É conhecida também como a cidade das 1000 cupulas e esta no ranking entre as 20 cidades mais visitadas no mundo.

Para começar bem sua viagem fique em um excelente hotel, nós tivemos a felicidade de nos hospedar no Yasmim Hotel, faz parte da rede de Hotéis de luxo - SPLENDIA Luxury & Character Hotels www.hotel-yasmin.cz, hotel design perfeito, com serviço impecável, localizado bem no centro de Staré Mestro (cidade antiga), com fácil acesso a tudo, conta com acomodações muito confortáveis para que você possa descansar depois de um dia repleto de passeios por lugares inesquecíveis, hotel completo tem seu ponto alto em seu restaurante e café da manhã realmente surpreendentes.
Podemos conhecer Praga através de diversos meios de transportes, desde caminhando, metrô, seus inúmeros bondes, carruagens, carros antigos ou mesmo novo e revolucionário Segwey. Optamos por caminhar, por ser mais barato, sadio e estar contato direto com tudo.

O Centro de Praga é caracterizado por ruas sinuosas, edifícios de todos os estilos arquitetônicos, rotundas românicas, igrejas góticas, palácios barrocos e renascentistas, o modernismo, o classicismo, o cubismo e também casas mais funcionais e modernas. Saimos do Hotel pelo restaurante, acessamos uma galeria de lojas que dá acesso a avenida principal de Praga, daí a parte antiga por um trajeto passando por lugares imperdíveis: Praga é repleta de Joalherias com trabalhos de ourivesaria e granada, lojas dos famosos cristais, dos mais simples (que já são encantadores e lindos) aos mais criativos, sofisticados e caros, lojas de brinquedos, quebra-cabeça dos mais diversos tipos, fantoches, ou seja vamos passando por lojas que nos fascinam por diferentes motivos, além das confeitarias e fábricas de jujubas que fazem na hora coloridos lindos e deliciosos que só de ver fazer já da água na boca.Foto 4 Começamos pelo Teatro/Ópera Obedcní dum, passamos pela Torre de Pólvora, em estilo gótico que servia além das funções militares, era o portão principal para o Rei quando de seu retorno para o Palacio, seguimos pela Celetná, a rua mais antiga de Praga, (emociona ao saber que por ali passavam diversos cortejos reais), até a Staromëstské nám ou Praça da Prefeitura onde pudemos visitar, a Igreja de Týnská (construida entre os séculos XIV e XVI) a Prefeitura antiga (um complexo de edificios onde está o Relógio astronômico e que se pode visitar, pois não existem mais funções administrativas neste local); A Sinagoga Nova–Velha (uma das más antigas da Europa, fundada no final de 1270). Na Prefeitura antiga como mencionei em sua fachada se encontra o Radnice ou Relógio Astronômico, um ícone da cidade, milhares de turistas esperam diante dele, a hora cheia, para observar e registrar, pois neste momento como se fosse um relógio cuco gigante há uma procissão de estátuas de Jesus, seu apóstolos, seguidos pela morte e outras figuras simbólicas.

Iniciando na Praça e seguindo até o Rio Moldava fica a Rua Pařížská, onde se encontram as marcas mais famosas e requintadas do mundo.

Foto 5

 

Seguimos pela Rua do Relógio como a carruagem acima com destino a Ponte Carlos ou Karlov Most, passando pelo caminho, aluguel de carros antigos e diversos restaurantes nas calçadas como ao lado.

Após seguir pela Rua Karlova chegamos finalmente a Linda Ponte Carlos com suas 30 estatuas ao longo de seus 520 metros une a Cidade Velha a Cidade Pequena, também caminho para o Castelo de Praga, teve sua construção iniciada durante o reinado de Carlos IV, mas, só foi concluída muitos anos depois no reinado de Wenceslau IV.É considerado o mais belo monumento do gênero no mundo.

 

Foto 6

 

Após a Ponte Carlos seguindo para o Castelo de Praga, almoçamos em um dos melhores restaurantes de Praga. O Wine Restaurante U Mecenáše é também um dos mais antigos restaurantes em Praga. Sua origem remonta ao século XVI. Ainda hoje, ele mantém o seu aspecto original. Ainda se encontra lá o lugar onde JAN MYDLÁŘ, o carrasco famoso de Praga costumava sentar-se em 1620.
Este Wine restaurante é conhecido não só pelo seu serviço de primeira classe, mas também pela sua cozinha perfeita. Steaks e caviar, o pato recheado da antiga Bohemia e acima de tudo recomendo Doporučujeme flambovaný Malostranský špíz nebo flambované palačinky s borůvkami (da forma que eles pedem) são simplesmente inesquecíveis, só contarei que o segundo prato é uma sobremesa especialidade da casa: flambeau crepes. Vinhos cuidadosamente selecionados da Moravia contribuem para você se sentir perfeitamente satisfeito. Indo ao Castelo de Praga não deixe de apreciar os sabores e a atmosfera única deste Wine Restaurante.

 

Foto 7

                                                                                          

 

Depois deste manjar delicioso seguimos para o Castelo de Praga, no caminho músicos nas ruas tocam musicas clássicas com seus instrumentos mostrando o motivo da Rep.Checa ser berço de inúmeros músicos famosos.
Castelo de Praga (Krumlovsky Zámek) – A história da cidade se confunde com a do castelo, construído no século nove pelo príncipe Borijov. Ocupa uma área superior a 72,5 mil m², e é considerado pelo Guiness Book o maior castelo do mundo. O atual castelo foi construído em cima das ruínas de outro bem mais antigo, resultado de inúmeras reformas ao longo dos reinados. Em 1918, o castelo tornou-se sede do governo da Tchecoslováquia e até hoje o castelo reserva um escritório para o presidente da República Tcheca. Com vários atrativos, o passeio pode levar o dia todo. A troca da guarda acontece em todas as horas cheias, das 5h às 23h, mas se você quiser assistir à cerimônia com desfile de bandeiras e banda de música precisa chegar antes do meio-dia para garantir um bom lugar. A troca acontece pontualmente ao meio-dia.

 

Foto 8

                                                                                                  

Os principais atrativos são:
Catedral de São Vito – em estilo gótico, a catedral é sem dúvida a construção mais impressionante do castelo. Iniciada em 1344 durante o reinado de Charles 4°, a obra só foi concluída no século 19. As capelas da catedral guardam muitas relíquias como as jóias da Coroa da Boêmia e alguns túmulos reais. O túmulo do Rei Venceslau fica na capela de São Venceslau, decorada com afrescos góticos. O túmulo de prata de São João Nepomuceno é outra bela atração.
Palácio Real – O seu interior é decorado com alguns móveis de madeira. Nas paredes e tetos, brasões coloridos mostram as diferentes etapas da família real. O palácio foi residência de reis e príncipes entre os séculos 11 e 17. Em 1618, três católicos foram defenestrados (atirados da janela) por cerca de 100 protestantes irados. Após uma queda de 15 metros, os três caíram sobre um monte de esterco e sobreviveram. O episódio foi considerado pelos católicos como uma intervenção divina e marcou o início da Guerra dos Trinta Anos.
Basílica de São Jorge – fundada pelo príncipe Vratislau em 920, é a igreja em estilo predominantemente romântico mais bem preservada da cidade. O interior já passou por diversas restaurações e o estilo mudado várias vezes. No século 17, ganhou a fachada barroca que preserva até hoje. Ainda na Basílica estão os restos mortais de Santa Ludmila, a capela é decorada com pinturas do século 16. Junto à Basílica fica o Convento de São Jorge, o mais antigo da Boêmia, fundado em 973, que hoje abriga uma coleção de arte maneirista e barroca da Boêmia.

 

Viela Dourada – é um conjunto de pequenas casas coloridas construídas no final do século 16 para abrigar os guardas do castelo na época do Rei Rodolfo 2°, mas segundo uma lenda, as casas teriam sido construídas na verdade para abrigar os alquimistas do rei. Um século mais tarde passou a ser usada pelos ourives da cidade, daí vem o nome pela qual é conhecida até os dias de hoje. Atualmente as casas são ocupadas por lojas, onde se pode comprar desde artesanato, livros e até os famosos cristais da Boêmia.
Palácio Strernberg – abriga um excelente acervo de arte européia da Galeria Nacional como obras da arte medieval italiana, telas napolitanas dos séculos 17 e 18 e ainda outras relíquias holandesas e flamengas.
O castelo ainda reserva um passeio pelos lindos jardins e pelo Palácio Real de Verão, ambos criados em 1535 por Ferdinando 1°. Praga nos encantou com tantas coisas lindas que vimos e outras tantas que o tempo não nos permitiu apreciar. Outro ponto alto é a Gastronomia e Bebidas da Republica Checa.
A cozinha checa é capaz de agradar os apreciadores de culinária. Apesar de terem sido expostas às influencias estrangeiras (da Hungria, da Áustria, e da Alemanha), as receitas tradicionais checas permanecem a sua maior fonte da inspiração. Tudo sempre começa com uma deliciosa sopa. É farta de carne de todos os tipos principalmente as de porco e gado, servidas quase sempre com arroz, batata ou knedlik, um pãozinho tipico que pode ser feito de farinha ou batata. Entre os pratos tradicionais os Goulash feito com molhos diversos e o Knedlo vepro zelo feito de carne de porco, bolinhos e repolho. Nas ocasiões especiais a carne de caça é o prato principal.
Os checos consideram a cerveja sua bebida nacional. Escura, clara, misturada, de fermentação alta ... No mercado checo atual encontram-se mais de 470 variedades de cerveja. Cervejas não podem faltar na oferta de qualquer restaurante. De ótima qualidade considerada como a melhor do mundo até pelos alemães.

 

Foto 9

 

As cervejas checas mais famosas

 

Pilsner Urquell (www.pilsner-urquell.cz) e Budějovický Budvar (conhecido globalmente sob o nome Budweiser) (www.budvar.cz) – há marcas que aparecem muitas vezes nas garrafas que contém meras imitaçőes dessas cervejas, mas apenas os produtos originais de Plzen e České Budějovice săo dotados de sabor distinto e inconfundível.
Outras cervejas populares checas chamam-se Gambrinus (www.gambrinus.cz), Staropramen (www.staropramen.cz), Krušovice (www.krusovice.net), Radegast (www.radegast.cz), Bernard (www.bernard.cz), Velkopopovický kozel (www.kozel.cz) e outras.
Além desse há menores fabricantes da cerveja, com cervejarias combinadas com tascas tradicionais e a Eggenberg em Český Krumlov é uma delas (www.eggenberg.cz).

 

Cultura da Cerveja na República Tcheca

 

. Antes de sair à tasca, voce deve saber umas informações essenciais:

  • . A placa à entrada do restaurante indica a marca da cerveja servida. Não espere marcas diferentes.

 

  • . Na Boémia, a cerveja é servida em canecas de meio litro, se preferir uma dose inferior (0,33l), deve pedi-la, chama-se „malé pivo".

 

  • . A cerveja checa, além de ser a melhor do mundo, é também a mais barata! Meio litro custa entre 17 e 30 Kè (EUR 0,70–1,05)

 

  • . Quando pedir cerveja, vai receber uma „dez pontos" onde o número indica o teor do malte expresso em proporção do peso. Se preferir cerveja mais forte
  • (geralmente uma de doze pontos), deve pedi-la, chama-se „dvanáctka".

 

  • . Saiba, que ao por uma caneca vazia sobre a mesa, está a sinalizar ao empregado que lhe traga outra cheia!

 

  • . Riscas feitas pelo empregado na sua conta indicam o número das cervejas bebidas. Desta maneira a conta pode levar muitas cervejas.

 

  • . Maioria dos empregados professa o lema: Um espaço para mais uma cerveja arranja-se sempre!

 

 Informaçőes interessantes


Visitas às cervejarias
Muitas cervejarias proporcionam visitas guiadas, combinadas com provas de cerveja.
Festivais da cerveja
No Verão, as cervejarias, grandes ou pequenas, costumam organizar festivais da cerveja. O programa contém, além das degustações, concertos e competições.
Cervejas especiais
Além do lager claro, que é um tipo mais frequente da cerveja na Boémia, vendem-se cervejas com sabor de café, cereja, ou, na época do Advento, a cerveja muito rara com sabor de baunilha.
Lembranças com motivo de cerveja
Se quiser voltar a casa com uma lembrança especial, faça a sua colecção dos pires cervejeiros (descansos de papel, que se colocam debaixo das canecas orvalhadas). Cervejarias costumam fabricar pires próprios de desenhos originais.
Vinhos da Boémia e Morávia
A vinicultura floresce sobretudo na Morávia do Sul, mas a Boémia também possui umas vinhas famosas. Os vinhos brancos costumam ser galardoados pelos prémios internacionais de vinicultura, ganhando fama devido ao seu sabor único.
Becherovska
A garrafa de Becherovka passou a ser uma das lembranças preferida dos turistas que visitam a República Checas. Esse licor de ervas com um paladar típico meio amargo e meio doce deriva seus raízes das termas checas de fama mundial, Karlovy Vary, onde é designada de „décima terceira fonte com efeitos terapêuticos" .

 

Foto 10

 

Em Praga não deixe de apreciar as deliciosas cervejas e a Becherovka, também Becherovka lemon, vá ao Restaurante Bredovskydvur e deleite-se com a sensacional costela de porco com a carne derretendo na boca ou mesmo este do espeto acima com carne de porco defumada e assada, também inesquecïvel.
Para pedir – 1) Pečená čtvrtka kachny, bílé a červené zelí ou 2) Sedlácká bašta v korýtku, bom apetite e ótima cerveja.

 

No sul da região da Boémia, um braço do rio Vltava (Moldava) se deixa manipular pela rara beleza desta cidade medieval, que ao se ingressar como em um conto de fadas, depois de cruzar o portal Budejovice, em forma de arco e o único que restou em pé, dos nove que haviam em Cesky Krumlov.

 

 Foto 12

 

Depois de atravessar o arco e subir a rua principal do centro, a primeira sensação é que não há uma escolha a fazer e não é fácil: o que observar em primeiro lugar. Se olhar para cima, o céu limpo e claro parece cobiçar as torres em forma de agulha ou arredondado que, depois voce saberá, pertencem a um dos mais belos castelos da República Checa. Mas muros e fachadas revelam uma delicada teia de formas e decorações com afrescos e murais, cores e lendas que se ergueram nas ruas, não mais largas do que uma passagem, pavimentadas e limpas, tanto que a noite parecem brilhar.
Cesky Krumlov é uma cidade que exala romantismo, apesar de sua condição de complexo monumental. Foi declarada Patrimônio Natural e Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1992, em parte por suas raízes puramente medievais. Aqui não houve nenhuma mudança substancial e, apesar de ser um dos lugares mais visitados na República Checa, se preservou algo de sua intimidade. O bairro mais antigo de Cesky Krumlov é Latrán, sempre cheio de vida e as pessoas.

 

Foto 13

 

Se alguém acreditava que uma cidade tem a essência do que exibe esse detalhe seria suficiente para perceber que Cesky Krumlov é um modelo de graça e originalidade: a vitrine de uma loja de discos e loja de música é quase escondido pelas folhas pautadas e recortadas de formas diversas, em uma janela alguém colocou um par de luvas brancas. Uma das marcas da identidade de "Perchta", o fantasma mais famoso de Cesky Krumlov, mas não é o único. Se trata de uma figura feminina, e dizem que se veste luvas negras, é sinal de tragedia. As brancas ao contrario anunciam alegrías.
Assim é esta cidade cheia de encantos, as casas todas com fachadas umas diferentes das outras nos faz voltar no tempo à época medieval onde ainda observamos nas vielas ao chegar na esquina a pedra de esquina, que servia para conter as rodas das carruagens para não danificar as fachadas dos lindos prédios.

 

Foto 14

 

Esta pequena e encantadora cidade foi fundada graças ao dominio dos fidalgos Rožmberk (1302 - 1602) que fundaram em Český Krumlov a sua sede. Český Krumlov encontrava-se, nessa altura, no lugar de cruzamento dos contatos entre o interior checo, o espaço austríaco e bavário, a região do Danúbio e o Norte da Itália. Tal fato imprimiu a feição única à cidade e ao palácio: a do Renascimento italiano. No fim do século XVII, durante o domínio da família dos Eggenberk, foi construído o teatro barroco e reconstruído o jardim do palácio. No tempo dos Schwarzenberk, a cidade adquiriu a decoração barroca. Porém, Český Krumlov não significa somente o conjunto excepcional de trezentos prédios históricos. A cidade apresenta-se, também, como um centro de cultura, turismo e local de vários congressos. Aqui têm lugar o festival internacional de música, festival de música renascentista, espectáculos no jardim do palácio (onde se encontra o único teatro com arquibancada giratória no mundo) e Festas da Rosa de Cinco Pétalas (o brasão dos Rožmberk) celebradas no Verão. Aos mais significativos eventos culturais pertenceu também o estabelecimento do Centro de Egon Schiele.
Český Krumlov fica a cerca de 180 km a sul de Praga, na proximidade da fronteira com a Áustria. A cidade está ligada com os centros urbanos importantes do país através de uma rede de linhas de autopistas de longo percurso.

 

Foto 15

 

Esta pequena e encantadora cidade tem muito para mostrar, fique no excelente e romantico Hotel The Old Innwww.hoteloldinn.cz e não deixe de degustar os pratos deliciosos do Tavern Krčma v Šatlavskáwww.satlava.cz.
Ao retornar para Praga conhecemos ainda České Budějovice (também conhecida por seu antigo nome em alemão - Böhmisch Budweis -, da época em que pertencia ao Império Austriaco. Com seus 94.622 habitantes é a cidade mais povoada da Boêmia do Sul e é também sua capital.
A cidade é conhecida sobre todo o mundo pela cerveja Budweiser, mas também como uma importante cidade universitária e ainda tem uma gastronomia excelente.
República Checa ainda tem muitos lugares que merecem ser vistos e citados e certamente merecera outras matérias.


Boa Viagem e Bom apetite.

 

Foto 16

 

                          

                   Sabor - Receitas da Rep. Checa

 

                                                     Kolachky

 

Foto 17

 

 

Ingredientes

.2 potes de cream cheese,
.2 xicaras de manteiga sem sal amolecida,
.4 xicaras de farinha de trigo,
.450 gr de nozes picadas,
.1 ovo,
.½ xícara de mel,
.350 gr pasta de sementes de papoula p/recheio,
.1 clara de ovo,
.½ xícara de açúcar de confeiteiro

Preparo

.Em uma tigela grande misture bem o cream cheese com a manteiga, até que incorpore bem,
.Acrescente uma xícara de farinha de cada vez, misturando bem,
.Quando a massa estiver firme e livre das mãos, trabalhe-a mais 5 minutos,
.Misture bem as nozes o ovo e o mel até obter uma pasta,
.Em uma superfície bem enfarinhada abra a massa até ficar com cerca de ½ cm de espessura,
.Corte a massa em quadrados de 7 x 7 cm,
.Recheio metade com a pasta de nozes e o restante com a pasta de papoula (caso não consiga a pasta de papoula prepare mais recheio de nozes e faça todos com nozes,
.Enrole os quadrados para cima e feche as bordas,
.Coloque em assadeira untada, separandos cerca de 3 cm um do outro e pincele com a clara de ovo,
.Asse em forno pré-aquecido a 175 C de 15 a 17 minutos ou até que doure,
.Quando estiver esfriando passar no açúcar de confeiteiro.

 

Bom apetite!!!

 

                                                                                       TEXTO DE ROBERVAL A. COLAÇO
                                                              FOTOGRAFIA DE ROBERVAL A. COLAÇO E ELIZABETH S.COLAÇO

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS     -                EVENTOS
  SABOR     -     VINHOS     -     RECEITAS

1DowOS 10 MELHORES VINHOS DO TOP 100 DA WINE SPECTATOR  2014

 

fuegos mayo-Foto Startecnia CanariasfCruzes e fogos de maio em Los Realejos - I.de Tenerife/Canarias.

enoturismo2015f CHAMPAGNE, FRANÇA - IWINETC 2015 CONFERÊNCIA MUNDIAL DE ENOTURISMO  

 

 

Federer Lindsey Lindt JungfrauFEDERER INAUGURA LOJA LINDT EM JUNGFRAUJOCH

 

 

 "UMA JORNADA DE 1.000 KM

  COMEÇA COM UM ÚNICO PASSO" 

 

D.O.M-Sao-Paulo-Brazil

P1000827a  decanter
TAKAJI Fondue q  Pao caseiro2f 
lambrusco0 geleia de pimenta VS  Macarrob
MdmFamiglia-Bianchi-Reserva-Malbec-2012b Mdmf  Vinho4
 

 

      

Publicidade

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 


 

Grand Hotel Europa aa



 

 

 

 

Newsletter de Viagem com Sabor

parceiros Vision ViajesTurismo Likeatourist giganet1 Norte Turistico ABLturismo Teleaire Gianpaolobonomi Euromundo

 

 

 

 

 

             

 

               

 

 

             

 

     

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Google+