Cupom 2016h728x90 2

 

Jungfrau - Top of Europe entre a neve e o céu.

Share Viagemcomsabor: Async load

Cume

Existem lugares que mexem conosco, sentimos arrepios, prendemos a respiração, ficamos exultantes de felicidade e muitas vezes nos fazem refletir sobre a beleza e grandiosidade das criações de Deus e da capacidade e conhecimento que concedeu ao homem para construir certas obras.

Viagem com Sabor comprova que Jungfraujoch é um destes lugares. É a estação de trem mais alta da Europa, fica a 3.454 m sobre o nível do mar em um lugar com magníficos vales, glaciares e montanhas escarpadas com picos sempre cobertos de neve. E está situada bem abaixo do cume da montanha de pedra maciça chamado Jungfrau que significa Virgem (com 4.158 m) conhecido com “Topo da Europa” um teto de neve nos Alpes Suíços onde os picos Eiger, Mönch e Jungfrau confluem para formar o Glaciar Aletsch, o maior da Europa, em um entorno considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Jungfrau Interlaken

Tão espetacular como Jungfraujoch é o caminho para chegar até ele, um trem cremalheira construído em 1912, atravessa os Alpes Suíços por um túnel escavado na rocha. Um caminho incrível que é difícil imaginar que o homem pôde criar.

DSC03058 

Jungfraujoch é um destino onde a natureza se manifesta sem alarde; um lugar de sonho, sonho idealizado e construído pelos esforços de um empresário visionário chamado Adolf Guyer-Zeller, que não pôde ver seu sonho realizado, já que morreu em 1.899 e a ferrovia que demorou 16 anos para ser concluída, só foi inaugurada em 1.912. Hoje a Jungfrau Railways, empresa criada por Guyer-Zeller para construir e explorar comercialmente esta linha férrea comemora por ter continuado o projeto, apesar das adversidades, ora climáticas, acidentes, limitações tecnológicas e mesmo a morte de seu fundador. Jungfraujoch se transformou num dos principais destinos turísticos de quem vai à Suíça e em 2012 completou 100 anos de atividade recebendo 750.000 turistas por ano e tem como meta receber 1.000.000 de turistas em 2014.

DSC03094DSC03104DSC03115DSC03140

A estação serve de base para aceder a diversas atrações turísticas. Após tomar um elevador que também atravessa a rocha até o cume, no Top of Europe onde de uma espetacular plataforma exterior, chamada Sphinx (esfinge), que também serve de observatório – se tem uma vista estonteante de um entorno dominado por três montanhas emblemáticas: Eiger ((3.970 metros), Mönch (monge) (4.099 metros) y Jungfrau (virgem) (4.158 metros) (que significam Ogro, Monge e Virgem) que limitam uma extensão infinita de neve do Glaciar Aletsch.

DSC03146DSC03149

Na parte interna do edifício, onde se aglomeram muitos turistas encontramos cafeterias, lojas, a Boutique temática de chocolates Lindt (recentemente inaugurada por Roger Federer, embaixador mundial da marca Lindt, considerado o melhor tenista do mundo e o melhor atleta de todos os tempos na suíça). Além das cafeterias a montanha abriga seis restaurantes para todos os gostos e bolsos e um especial que serve comida indiana, e todos com vista do impressionante geleira Aletsch.

Uma das principais atrações é Eispalast o Palácio de Gelo, uma caverna de 1.200 metros quadrados escavada sobre o gelo. Os turistas passeiam por seus corredores de gelo polido a 3 graus abaixo de zero onde lindas esculturas de gelo formam figuras de urso, águia e diversas outras formas. Além do Palácio de gelo, cinema 360º, museu da construção da ferrovia e depois a grande pedida é ver a neve. Duas opções para muitos que nunca tiveram a experiência de tocar seus lindos flocos brilhantes.

.DSC03156aDSC03158DSC03164DSC03172

Ao descer de elevador na estação Sphinx, através de um túnel nos leva para fora da montanha. Por um caminho de cerca de 40/50 minutos sobre a neve por cima da montanha, chegamos ao abrigo de montanha mais alto da Suíça.  O passeio que pelo efeito do ar rarefeito se torna difícil é recompensado pela paisagem de cartão postal, o cenário é impressionante, de tirar o fôlego em sua simplicidade e tão extenso que você perde a perspectiva. A 3.454 m, rodeado pelo céu, nuvens, e de rochas que ora aparecem e desaparecem em meio a uma imensidão de neve, você se sente uma formiga. O abrigo do Mönch, o Mönchsjochhütte (3.650 m) onde poucos turistas se aventuram a sair de seu abrigo, se torna um lugar ideal para desfrutar da paisagem e tranqüilidade e apesar da temperatura abaixo de zero, acabamos sentindo calor pelo esforço despendido. Apesar das dificuldades é um passeio adequado para todos e muito recomendável se se usa uma roupa adequada. Vale a pena só para ver os alpinistas escalando a parede do Mönch e apreciar a vista do abrigo, fora as brincadeiras na neve. Depois de um chocolate quente descansamos e outros 45 minutos de caminhada voltando, foram momentos inesquecíveis.

DSC03120 

Para chegar até Jungfraujoch o trem cremalheira parte da estação de Kleine Scheidegg e faz o trajeto quase que todo encravado na rocha. Até ali se chega em outro trem vindo de diversas cidades e vilarejos próximos.

Jungfrau map 

Nós partimos de Interlaken, desde a estação Interlaken Ost e fizemos o caminho para ir até a estação Kleine Scheidegg via Lauterbrunnen e voltamos via Grindelwald, para conhecer mais lugares, já que um caminho é mais bonito que o outro, são três empresas diferentes que operam cada tramo de trem, mas você só precisar comprar um ticket de trem ida e volta, o trajeto que fizemos foi o seguinte:

1 – Interlaken Ost – Wilderswil - Zweilütschinen onde paramos para trocar de trem.

2 – Zweilütschinen – Lauterbrunnen – Wengen – Wengernalp – Kleine Sheidegg. – Neste trajeto o trem segue subindo por dentro de um vale, ao lado de um rio com lindas cachoeiras, vegetação verde intensa e nos deixa extasiados pela beleza das paisagens, com chalés, vacas com os característicos sinos.

 3 – Kleine Sheidegg – Eigergletscher – daí entra no túnel e temos as estações dentro da montanha de rocha Eigerwand – Eismeer – Jungfraujoch.

No retorno desde Kleine Scheidegg – Alpiglen – Brandegg – Grund – Grindewald – Zweilütschinen – Wilderwil – Interlaken Ost.

Todas estas estações que citamos em vilas e lugarejos que por si só vale a pena conhecer, mas que ademais nos leva a outras lindas atrações com beleza paisagística, cultura e gastronomia em breve em novas matérias sem esquecer-se de nossa encantadora cidade base Interlaken com suas milhares de atrações, opções de atividades esportivas, trilhas para caminhadas, passeios de barco pelos lagos e desfrutar de sua deliciosa gastronomia com fondues, racletes, seus deliciosos queijos e chocolates.

Viajamos a convite de Jungfraubahnen, Turismo de Interlaken e ficamos hospedados no City Hotel Oberland - Interlaken.

Nossos agradecimentos especiais a Daniela Fuchs e Liz L.Bohren, excelentes pessoas da Jungfrau Railways.

GALERIA DE IMAGENS

VEJA TAMBÉM RECEITAS DA SUIÇA

Aluguel de carros baratos

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS     -                EVENTOS
  SABOR     -     VINHOS     -     RECEITAS

1DowOS 10 MELHORES VINHOS DO TOP 100 DA WINE SPECTATOR  2014

 

fuegos mayo-Foto Startecnia CanariasfCruzes e fogos de maio em Los Realejos - I.de Tenerife/Canarias.

enoturismo2015f CHAMPAGNE, FRANÇA - IWINETC 2015 CONFERÊNCIA MUNDIAL DE ENOTURISMO  

 

 

Federer Lindsey Lindt JungfrauFEDERER INAUGURA LOJA LINDT EM JUNGFRAUJOCH

 

 

 "UMA JORNADA DE 1.000 KM

  COMEÇA COM UM ÚNICO PASSO" 

 

D.O.M-Sao-Paulo-Brazil

P1000827a  decanter
TAKAJI Fondue q  Pao caseiro2f 
lambrusco0 geleia de pimenta VS  Macarrob
MdmFamiglia-Bianchi-Reserva-Malbec-2012b Mdmf  Vinho4
 

 

       

 

 

 

 

 Serviços parceiros



Andalusia-PT

 

 

Mondial 300x600Cupom 2016

 


 

 

 

 


 

 


 

 

Publicidade

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 


 

Grand Hotel Europa aa

Newsletter de Viagem com Sabor

parceiros Vision ViajesTurismo Likeatourist giganet1 Norte Turistico ABLturismo Teleaire Gianpaolobonomi Euromundo

 

 

 

 

 

             

 

               

 

 

             

 

     

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Google+